Redes hoteleiras preparam aberturas no Brasil

Redes hoteleiras preparam aberturas no Brasil

O grupo hoteleiro de luxo mais antigo da Europa, o alemão Kempinski, e a rede Hard Rock Hotels preparam a abertura de unidades nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste do Brasil

Impactados pela crise no turismo provocada pela pandemia do Covid-19, grupos hoteleiros internacionais voltaram a ‘dar um gás’ em seus projetos programados para o Brasil – muito porque, nos próximos anos, deverá continuar a tendência de o brasileiro viajar mais pelo País, em função da desvalorização do Real, o que inviabiliza viagens ao exterior.

A rede Hard Rock – que tem a música e o conceito de ‘se sentir um rockstar’ – confirma que estão a pleno vapor as obras dos três hoteis programados para inaugurar em 2023 no Brasil – em Fortaleza (Ceará), Ilha do Sol (a 30 minutos de Londrina, no Paraná) e na Avenida Paulista, em São Paulo.

A previsão é de que o primeiro seja inaugurado no primeiro semestre de 2023, em Fortaleza, com piscina e serviço de praia e – grande atrativo – um estúdio profissional de música instalado dentro da propriedade, para ser utilizado mediante reserva, estando o músico hospedado ou não. O local, com toda a infraestrutura de um estúdio profissional, poderá ser utilizado pelos hóspedes.

Outra novidade é que cerca de 30% dos apartamentos do Hard Rock sejam dedicados à hotelaria, com os outros restantes oferecidos em formato multipropriedade – para venda como imóvel a particulares e serviço de hotelaria do Hard Rock Internacional.

Alto luxo em Canela

Outra rede que fará sua estreia no Brasil é a Kempinski, grupo hoteleiro criado na Europa em 1897 e que está presente em 34 países, administrando alguns dos hoteis mais fabulosos do planeta.

Em parceria com os empresários gaúchos José Paim, José Ernesto Marino Neto e Márcio Carvalho, a proposta é revitalizar o hotel Laje de Pedra, em Canela, na Serra Gaúcha (RS), com expectativa de inaugurar o novo projeto em 2024.

Serão investidos R$ 540 milhões na criação de um resort em uma área de 61 mil m², que terá 357 apartamentos com tamanhos de 54 m² a 290 m². Entre as atrações, estão quatro restaurantes e cinco bares com amplos terraços, enoteca, rooftop, teatro, área para eventos, academia de mil m², spa de padrão europeu, clube para crianças e piscinas aquecidas.

Serão oferecidas experiências exclusivas junto à natureza, como roteiros de turismo ecológico, cavalgadas, brunch ao ar livre e visitas a vinícolas.

Além da operação hoteleira, o Kempinski Laje de Pedra contará com residências privadas ultra premium servidas por todos os serviços de um hotel cinco estrelas, incluindo a disponibilidade de mordomo, adega e garagem privativas individualmente fechadas para a segurança dos automóveis de luxo.

Um hotel dessas dimensões com a grife Kempinski vai elevar ainda mais o status de turismo de negócios e de lazer da Serra Gaúcha, muito por conta do seu posicionamento sobre o Vale do Quilombo. O Laje de Pedra foi eleito seguidas vezes como o melhor hotel do Brasil e estava desativado desde 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*